12 Horas de Tarumã: Desafio do calor deu a vitória ao triodo MRX #32

Imprimir Notícia Imprimir Enviar Notícia Envie essa Notícia

21/12/2017 - 12:30:00


Temperaturas próximas aos 40 graus transformaram a prova em um dos maiores desafios da história

Viamão, 17 de dezembro - E acabou. Foi assim que o final da 37a edição das 12 Horas de Tarumã foi recebida pelos pilotos e equipes, a vitória do trio paulista Sergio Ribas/ Mauro Kern/ Paulo Souza com um protótipo MRX (#32) foi uma vitória que ficará gravada na história da prova como uma das mais difíceis nos 37 anos de história. O calor de quase 40 graus que se manteve desde os primeiros treinos livres até a bandeirada final foi um castigo enorme sobre as máquinas e seus pilotos.

Os problemas iniciaram-se ainda na madrugada com vários dos favoritos à vitória. O protótipo #65 dos matogrossenses Nilson e José Cintra que haviam cravado a pole-position enfrentaram problemas antes mesmo da largada e partiram dos boxes, mesmo caso do estreante protótipo Sigma V8 de Felipe Bertuol e Jindra Kraucher.

Quem dominou a madrugada inteira até as primeiras horas da manhã de domingo foi o protótipo MCR Turbo de Ian Ely e Daniel Claudino que cederam a liderança para o trio do #32 após enfrentaram problemas que forçaram parada extras nos boxes. Os demais favoritos a vitória, caso do MRX-Nissan #27 de Rodrigo Machado/ Cacó Pereira e Cristian Castro e do protótipo V8 Scheer de Osvaldo, Eduardo e Guilherme Scheer enfrentaram problemas e abandonaram, abrindo caminho para a vitória dos paulistas, que surpreenderam, pois seu carro ainda tinha desvantagem de motorização frente aos demais.

Nas demais categorias, a vitória da classe 3 ficou com o quarteto do MRX-VW #56 pilotado por Rafael Simon/Guilherme Simon/ Gustavo Frey e Catô Beleza com o quarto posto no geral. No turismo 2 litros, vitória do VW Gol #22 dos irmão Ike e Reinaldo Halmschleger mais Alex Fabiano no oitavo posto. Entre os Granturismo, a Lamborghini Gallardo #111 de Vilson Jr./ Batavo Martins/ Paulo Rutzen/ Esdras Soares e Beto Giacomello venceu com o décimo posto. Finalmente, entre os carros com motorização 1.6, vitória do quarteto do Chevrolet Classic #28 pilotado por Arthur Caleffi/ Bruno Razia/ Cleiton Krause e Dagoberto Moraes.

Resultado final 12 horas de Tarumã                         

Pos     Piloto(s)    Carro
  1 32    S.Ribas/M.Kern/P.Souza Tubarão
  2 5    T.Andrade/M.Viana/J.Martini Tubarão IX
  3 71    Ian Ely/Daniel Claudino MCR
  4 56    R.Simon/G.Simon/G.Frey/C.Beleza MRX
  5 109    Re.Kreuz/J.Kreuz/Ri.Kreuz/J.Rodrigues MRX
  6 2    Igor Eberle/W.Konrad/F.Mello Spyder
  7 26    O.Scheer/E.Scheer/G.Scheer ProtoV8
  8 22    R e I Halmenschlanger/A.Fabiano Gol
  9 111    V.Junior/G.Martins/E.Soares/Giacomello/Rutzem Lamborghini
  10 3    C.Crestani/R.Ghisleni/G.Martins Tornado
  11 27    R.Machado/C.Pereira/C.Castro MRX
  12 77    Daniel Elias/Luis Sena Jr Gol
  13 28    C.Krause/D.Morães/A.Caleffi/B.Razia Corsa
  14 55    L.Flores/J.Flores/D.Mariante Fusca
  15 81    M.Diter/I.Ramos/L.HenzD.Andrade Corsa
  16 11    Airton Diehl/Ra.Costa/G.Costa Spyder
  17 6    F.Roso/V.Roso/C.Ricci/H.Assunção MR18
  18 226    L.Borghesi/M.Marcondes/C.Leoni Spyder
  19 53    M.Martins/T.Martins/P.Avila Gol
  20 33    R.Lacombe/C.Vianna/G.Martins Gol
  21 65    Nilson Ribeiro/José Ribeiro MRX
  22 4    Jindra Kraucher/Felipe Bertuol Sigma P1
 

   


Equipe MC Tubarão cravou a vitória e o segundo posto (Foto: Niltão Amaral)

 


Erlon Radl - Foto: Niltão Amaral